Pesquisas Eleitorais

 
Encontre aqui sua Pesquisa
Pesquisa

Neste momento, Ana Amélia Lemos aparece à frente na disputa pelo governo do Rio Grande do Sul, seguida de perto por Tarso Genro

07/04/2014

Senadora aparece à frente na disputa com 38% das intenções de voto, em um dos cenários testados

Entre os dias 27 e 31 de março, o IBOPE Inteligência realizou, a pedido do Grupo RBS Participações, uma pesquisa de intenção de voto entre os eleitores do Estado do Rio Grande do Sul, sobre as eleições que ocorrerão em outubro deste ano.

Neste momento, o IBOPE Inteligência testou possíveis nomes do cenário político, uma vez que ainda não existe definição formal sobre as candidaturas.

A pré-candidata e senadora Ana Amélia Lemos (PP) aparece à frente na disputa com 38% das intenções de voto, na sequência desponta o atual governador Tarso Genro (PT) com 31% das citações. Completando o cenário são mencionados os précandidatos José Ivo Sartori (PMDB) com 5%, Vieira da Cunha (PDT) com 3%, Roberto Robaina (PSOL) com 1%, José Paulo Caiorolli (PSD) e Vicente Bogo (PSDB) com menos de 1% cada. Praticamente um em cada dez eleitores (11%) declara a intenção de votar em branco ou anular o seu voto para governador, e 10% do eleitorado se declara indeciso ou prefere não responder.

 
Intenção de voto espontânea para governador - Na pergunta espontânea, isto é, sem a apresentação do disco contendo o nome dos candidatos, os mais lembrados são o atual governador Tarso Genro com 11% e a senadora Ana Amélia Lemos com 8%. José Ivo Sartori e Vieira da Cunha aparecem em patamar mais baixo com 2% e 1%, respectivamente. Outros nomes foram citados com menos de 1% cada. Brancos e nulos representam 5%, enquanto 71% dos gaúchos não citam nenhum nome espontaneamente.
 
Rejeição de voto para governador - O IBOPE Inteligência também perguntou aos eleitores do Rio Grande do Sul em quem eles não votariam de maneira nenhuma para governador do Estado. Tarso Genro foi o mais citado, com 26%. Em um patamar inferior, Roberto Robaina é preterido por 13% dos entrevistados. Vicente Bogo e Vieira da Cunha são citados, cada um, por 12% dos gaúchos. Já Ana Amélia Lemos aparece com 10%, enquanto José Ivo Sartori e José Paulo Cairoli são mencionados por 9% e 7%, respectivamente. Um quinto dos gaúchos (20%) declara que poderia votar em qualquer um dos possíveis candidatos apresentados, enquanto 17% não sabem ou não respondem à pergunta.
 
Segundo turno - Em um eventual segundo turno, considerando a combinação a partir de uma lista de pré-candidatos, a senadora Ana Amélia Lemos desponta como vencedora em todos os cenários testados. Na disputa com José Ivo Sartori, Ana Amélia Lemos tem 62% das intenções de voto e José Ivo Sartori, 11%. Com Vieira da Cunha, Ana Amélia Lemos é citada por 64% do eleitorado e Vieira da Cunha por 9%. Já com o atual governador Tarso Genro, Ana Amélia Lemos é citada por 48% e Tarso Genro por 34% dos eleitores.
 
Considerando a disputa no segundo turno entre Tarso Genro e José Ivo Sartori, o atual governador tem 45% das intenções e José Ivo Sartori 21%. O governador também está à frente na disputa com Vieira da Cunha: Tarso Genro é mencionado por 44% dos eleitores e Vieira da Cunha, por 18%.
 
Em outra combinação de segundo turno, José Ivo Sartori tem 24% das intenções e
Vieira da Cunha 18%.
 
Intenção de voto para o Senado - Com as candidaturas ainda não oficializadas, o IBOPE Inteligência testou cinco possíveis cenários políticos para o Senado.
Em todos os cenários o pré-candidato Lasier Martins (PDT) lidera a concorrência. 
 
No primeiro cenário ele desponta em primeiro lugar com 38% das menções. Em segundo e terceiro lugar estão Pedro Simon (PMDB) e Emília Fernandes (PCdoB) com 18% e 10% das intenções de voto, respectivamente. Germano Bonow (DEM) recebe 6% das citações e Júlio Flores (PSTU) 3%. Os eleitores que declaram a intenção de votar em branco ou anular o seu voto somam 13% e 12% não sabem ou não querem responder.
 
Em um segundo cenário, apresentando o peemedebista Germano Rigotto (PMDB) no lugar de Pedro Simon, Lasier Martins se mantém na liderança, agora com 41% das citações. Germano Rigotto tem 13%, Emília Fernandes aparece com 12% das menções, enquanto Germano Bonow e Julio Flores tem 5% e 4%, respectivamente.
Brancos e nulos somam 13%, enquanto 12% não sabem ou não respondem a pergunta, percentuais semelhantes ao cenário anterior.
 
No terceiro cenário testado, dessa vez com o nome do José Fogaça representando o PMDB, Lasier Martins aparece com 42% das menções. Em segundo lugar estão
empatados José Fogaça e Emília Fernandes com 12% do eleitorado declarando
intenção de voto para cada um. Germano Bonow e Julio Flores mantêm os percentuais do primeiro cenário, com 6% e 3% das citações. A proporção de brancos ou nulos e indecisos ou que não opinam é similar aos cenários anteriores.
 
Em mais um cenário testado, com a inserção de Ibsen Pinheiro como candidato do
PMDB, Lasier Martins tem 45% das menções. Emília Fernandes aparece na segunda
colocação com 13%. Germano Bonow tem 6% das intenções de voto; Ibsen Pinheiro e Julio Flores apresentam 4% cada um. Aqueles que declaram neste cenário a intenção de votar em branco ou anular o voto totalizam 15% dos eleitores, e 13% não sabem ou preferem não opinar.
 
O último cenário foi testado sem a opção de candidatos do PMDB e com a inclusão de Beto Albuquerque (PSB). Nessa simulação, Lasier Martins continua na liderança com 44% das intenções de voto e Emília Fernandes em segundo lugar, com 13% das citações. Na sequência vem Germano Bonow com 7%, Beto Albuquerque com 5% e Julio Flores com 4%. Os percentuais daqueles que optam por votar em branco ou anular o voto somam 13%, percentual idêntico daqueles que não sabem ou preferem não responder.
 
Intenção de voto espontânea para o Senado - Na pergunta espontânea, isto é, sem a apresentação do disco com o nome dos candidatos, três quartos dos gaúchos (75%) não citam nenhum possível candidato ao Senado. Entre os nomes citados, o jornalista Lasier Martins tem 5% das intenções de voto. Na sequência vem Pedro Simon e Germano Rigotto com 3% cada e José Fogaça com 2% das citações espontâneas. Outros candidatos citados atingem 1% ou menos. Brancos e nulos representam 7%.

Rejeição de voto para senador - O Ibope Inteligência também perguntou aos
eleitores do Rio Grande do Sul em quem não votariam de maneira alguma para
representar o estado no Senado Federal. Emília Fernandes é a mais citada com 14%
das menções. Ibsen Pinheiro, José Fogaça, Julio Flores e Pedro Simon são preteridos por 11% dos gaúchos, respectivamente. Beto Albuquerque e Lasier Martins não seriam votados por 10% dos eleitores, cada um. Já Germano Bonow não receberia votos de 8% dos gaúchos. Um quinto dos eleitores (20%) poderia votar em todos os candidatos apresentados, enquanto 16% não sabem ou não respondem à pergunta.

Intenção de voto para presidente - A pesquisa também levantou a intenção de voto do eleitorado gaúcho para o cargo de Presidente. Nesse contexto, no primeiro cenário testado, a presidente Dilma Rousseff (PT) lidera com 43% das menções, seguida por Aécio Neves (PSDB) com 21%. Na sequência aparece Eduardo Campos (PSB) com 8% das intenções de voto. Eymael (PSDC), Pastor Everaldo (PSC) e Randolfe Rodrigues (PSOL) aparecem com 1% cada um. Já Levy Fidélix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) são citados por menos de 1%. Brancos e nulos somam 12%, enquanto 13% estão indecisos ou preferem não responder à pergunta.

No segundo cenário, com a substituição de Eduardo Campos por Marina Silva (PSB),
não há alteração significativa nos percentuais. Dilma Rousseff se mantém à frente com 44% das intenções de voto e Aécio Neves apresenta o mesmo percentual observado no cenário anterior (21%). Marina Silva é mencionada por 9% dos eleitores gaúchos (apenas 1 ponto percentual a mais que Eduardo Campos no primeiro cenário), enquanto Pastor Everaldo é citado por 2%. Eymael e Randolfe Rodrigues aparecem com 1% cada um, enquanto Mauro Iasi não atinge 1% das intenções de voto. Aqueles que declaram a intenção de votar em branco ou anular o voto representam 11% do eleitorado, enquanto 12% ainda estão indecisos ou preferem não responder.
 
O levantamento também apresentou um cenário contendo apenas os nomes de Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos. Nesse contexto, Dilma Rousseff também aparece à frente na disputa com 45%, Aécio Neves aparece em segundo lugar com 22%. Já Eduardo Campos é citado por 9% dos eleitores. Os eleitores que declaram a intenção de votar em branco ou anular o seu voto para Presidente representam 13% do eleitorado, enquanto 12% não sabem ou preferem não responder.

No quarto cenário testado são apresentados os nomes de Dilma Rousseff, Aécio Neves e Marina Silva. A atual Presidente também obtém o maior percentual (45%), seguida por Aécio Neves (22%) e Marina Silva (10%). Brancos e nulos somam 12% e aqueles que não sabem ou preferem não responder somam 11%.

Intenção de voto espontânea para presidente - Na pergunta espontânea, quando não é apresentado o nome dos possíveis candidatos, seis em cada dez entrevistados (61%) não sabem ou não citam nenhum nome espontaneamente. A presidente Dilma é lembrada por 18% dos eleitores, Aécio Neves por 5% e o ex-Presidente Lula (PT) por 3% do eleitorado gaúcho. Eduardo Campos, José Serra (PSDB) e Marina Silva aparecem com 2% das citações cada um. Brancos e nulos somam 6%.
Avaliação da administração estadual - A atual gestão estadual é avaliada como
regular por 42%, como ótima ou boa por 29% dos entrevistados e de forma ruim ou
péssima por 25%. Quanto à aprovação da sua administração, os gaúchos se mostram divididos: 47% aprovam a gestão do petista, enquanto 45% a desaprovam. A nota média da administração de Tarso Genro é 5,1. Quase metade dos eleitores (48%) não confia no atual governador, enquanto 43% afirmam o contrário.

Avaliação da administração federal. A administração da presidente Dilma Rousseff
é avaliada como ótima ou boa por 42% dos gaúchos, de maneira regular por 34% e
como ruim ou péssima por 23% dos entrevistados. Pouco mais da metade do
eleitorado (54%) aprova a gestão da atual Presidente e 41% a desaprova. A nota
média do Governo de Dilma Rousseff é 5,6.
 

 Nível de confiança: o nível de confiança utilizado é de 95%.​​


Período de campo: a pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 31 de março de 2014.
Tamanho da amostra: foram entrevistados 812 eleitores.
Margem de erro: é de 3 (três) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. Neste momento, Ana Amélia Lemos aparece à frente na disputa pelo governo do Rio Grande do Sul, seguida de perto por Tarso Genro.
Solicitante: pesquisa contratada por RBS PARTICIPAÇÕES S.A.
Registro: registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul sob o protocolo Nº RS-00003/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-00070/2014.
Data de Publicação: 13/06/2014