Pesquisas Eleitorais

 
Encontre aqui sua Pesquisa
Pesquisa

 Geraldo Alckmin segue com larga vantagem em SP

30/09/2014

​Na mais recente rodada de pesquisa realizada em São Paulo pelo IBOPE Inteligência a pedido da TV Globo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) se mantém na liderança, apesar da queda de quatro pontos percentuais (p.p.), tendo agora 45% das intenções de voto. Em outro patamar estão Skaf (PMDB), com 19% das menções (oscilação positiva de 2 p.p.), e Padilha (PT), mencionado por 11% dos entrevistados (crescimento de 3 p.p. em comparação com a rodada passada). Os demais candidatos (Laércio Benko, do PHS, Gilberto Natalini, do PV, Maringoni, do PSOL, Raimundo Sena, do PCO, Wagner Farias, do PCB e Walter Ciglioni, do PRTB) somados têm 1% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 13% e aqueles que não sabem ou não respondem são 10%.

Destaque por segmentos

Com queda na maioria dos segmentos, Alckmin perde votos entre os que possuem renda familiar mensal acima de cinco salários mínimos, em que suas intenções de voto caem de 50% para 38%. Apesar disso, nesta rodada o atual governador se destaca entre os eleitores com 55 anos e mais, com 49% das menções.

O candidato do PMDB, por sua vez, tem entre os eleitores paulistas com ensino Superior seu melhor desempenho, com 25% das intenções de voto, segmento no qual tem atraído mais simpatizantes.

Já o petista se destaca entre aqueles que possuem renda acima de cinco salários mínimos, com 15% das menções. É também neste segmento que o ex-ministro da Saúde tem seu maior crescimento em relação à pesquisa anterior: 7 p.p.

Votos válidos

Levando em consideração apenas os votos válidos, ou seja, excluindo as intenções de voto branco/nulo e eleitores que não sabem ou não respondem, Geraldo Alckmin tem 58% das menções, Skaf 24% e Padilha é mencionado por 15%.  Ao levar em conta que um candidato ao governo é eleito no 1º turno se obtiver percentual maior do que a soma das menções a outros candidatos, se a eleição fosse hoje, Alckmin seria reeleito no primeiro turno, já que tem 58% das intenções de voto contra 42% da soma dos demais concorrentes.

Intenção de voto espontânea

Quando o disco com o nome dos candidatos não é apresentado, Alckmin é lembrado por 33% dos entrevistados, Skaf varia de 11% para 14% e Padilha oscila positivamente 2 p.p. e tem 8% das menções. Brancos e nulos são 14% e aqueles que não sabem ou não respondem totalizam 31%, 5 p.p. a menos do que o observado na pesquisa anterior.

Segundo turno

O IBOPE Inteligência simulou um cenário de segundo turno entre Alckmin e Skaf: se o segundo turno fosse hoje, o candidato do PSDB venceria as eleições com 49% das intenções de voto (eram 54% na medição anterior), contra 28% do peemedebista (crescimento de 4 p.p. em comparação à semana passada). Intenções de voto em branco ou nulo totalizam 14% e os entrevistados que não sabem ou preferem não responder são 8%.

Expectativa de vitória

Seis em cada dez eleitores paulistas acreditam que o atual governador se reelegerá, independentemente de suas intenções de voto, ao passo que o candidato do PMDB é tido como vitorioso por 10% dos entrevistados e Padilha é citado por 6% (ambos oscilam de maneira positiva 2 p.p. em relação à medição anterior). Cerca de um quarto dos eleitores de São Paulo (23%) prefere não opinar a respeito.

Rejeição

Apesar da tendência de queda em sua rejeição, o candidato do PT segue o mais citado pelos entrevistados como um candidato em quem não votariam de jeito nenhum, com 20% das menções (eram 23% na semana passada). O atual governador oscila positivamente 2 p.p. e é mencionado por 18% dos eleitores paulistas e Skaf segue com 13% das menções. Espontaneamente, aqueles que dizem que poderiam votar em qualquer candidato variam de 12% para 16% e os respondentes que não sabem ou não respondem somam 37%. Nesta pergunta, o entrevistado tem a possibilidade de citar mais de um candidato.

Intenção de voto para o Senado

Na disputa para senador em São Paulo, José Serra (PSDB) permanece na liderança, com 35% das intenções de voto. O senador Eduardo Suplicy (PT) tem 26% das menções, enquanto o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) varia de 5% para 8% nesta medição. Brancos e nulos totalizam 12% e aqueles que não sabem ou não respondem são 14% (eram 17% na semana passada).

Na pergunta espontânea, 35% dos eleitores paulistas não sabem em qual candidato votariam (queda de 9 p.p.). Serra cresce 4 p.p. e é lembrado por 25% dos entrevistados, enquanto Suplicy tem 18% das menções (eram 16% na medição passada). Somam 15% aqueles que declaram a intenção de votar em branco ou nulo.

Intenção de voto para presidente

Marina Silva (PSB) e a candidata à reeleição Dilma (PT) aparecem, cada uma, com 29% das intenções de voto entre o eleitorado paulista (na última pesquisa Marina tinha 32% e a presidente 25% das respostas). Aécio Neves (PSDB) oscila 3 p.p. para mais e tem agora 22% das menções. As intenções de votar em branco ou nulo correspondem a 10% das respostas e os indecisos a 7%.

Nas respostas espontâneas, Dilma é citada por 25% dos entrevistados (crescimento de 4 p.p.), Marina por 24% (oscilação negativa de 1 p.p.) e Aécio por 19% (tendo crescido 3 p.p.). Aqueles que não sabem ou não preferem não responder vão de 23% para 18%.

Avaliação da atual administração

Para 43% dos entrevistados a gestão de Geraldo Alckmin é considerada como ótima ou boa. Outros 33% consideram seu governo como regular, enquanto 20% o avaliam como ruim ou péssimo. A maneira como Alckmin vem administrando o Estado de São Paulo é aprovada por 53% dos eleitores paulistas e desaprovada por 34%. Em relação à última pesquisa não há alterações significativas na avaliação/ aprovação do governo do peessedebista.

Selecione uma das opções abaixo para ver os resultados detalhados.

 

Rodada atual                         Histórico de Rodadas


                       

  

Período de campo: a pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 29 de setembro de 2014.
Tamanho da amostra: foram entrevistados 2002 eleitores.
Margem de erro: a margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%.
Solicitante: pesquisa contratada pela Globo Comunicação e Participações S/A.
Registro: registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo sob registro SP-00050/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo BR-00903/2014.
Data de Publicação:01/10/2014