Pesquisas Eleitorais

 
Encontre aqui sua Pesquisa
Pesquisa

 Garotinho segue na liderança pelo Governo do Rio de Janeiro. Segundo colocado permanece indefinido

02/09/2014

Em nova pesquisa de intenção de voto realizada pelo IBOPE Inteligência em parceria com a TV Globo no Estado do Rio de Janeiro, Garotinho (PR) se mantém em primeiro lugar na disputa pelo Governo do estado com 27% das menções, 1 ponto percentual (p.p.) a menos que na pesquisa anterior. O atual governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o senador Marcelo Crivella (PRB) oscilam 1 p.p. para cima obtêm agora 19% e 17% das menções, respectivamente, permanecendo tecnicamente empatados (dado que a margem de erro da pesquisa é de 2 p.p).

O candidato Lindberg Farias, do PT, vem em seguida com 11% das menções. Entre os demais concorrentes, Tarcisio Motta (PSOL) obtém 3% das menções e Dayse Oliveira (PSTU) 1%; já o candidato Ney Nunes (PCB) não chega a atingir 1%. Os eleitores que declaram intenção de votar em branco ou anular o voto correspondem a 14%, e a proporção de indecisos vai de 6% para 8% do eleitorado fluminense. Com este cenário, se a eleição fosse hoje, o Rio de Janeiro somente viria a conhecer seu próximo governador após a realização de segundo turno, já que a soma das intenções de voto dos outros candidatos supera as de Garotinho (27% a 51%); embora não seja possível afirmar neste momento quem seria o oponente do ex-governador no embate direto.

Destaques por segmentos
Apesar de o cenário de intenções de voto para o Governo permanecer sem alterações significativas entre o total dos eleitores do Rio de Janeiro, em alguns segmentos observam-se variações importantes.
Entre os mais jovens (com 16 a 24 anos de idade), as intenções de voto em Garotinho decrescem em 6 p.p. e atingem agora 21% das menções, enquanto que para Pezão elas crescem 11 p.p., atingindo 22% das respostas neste grupo. Entre os que cursaram até a 4ª série do ensino Fundamental o ex-governador recua 8 p.p., mas ainda assim este segmento é aquele em que mantém um dos maiores índices de intenção de voto: 33%. O segmento em que Garotinho tem o maior percentual de simpatizantes nesse momento é entre os que concluíram entre a 5ª e a 8ª série do ensino Fundamental: 37% das respostas.
Por sua vez, Pezão encontra maior proporção de adeptos entre os que possuem curso Superior, obtendo 27% das intenções de voto.
Na pergunta espontânea, quando não é apresentado aos entrevistados o disco com o nome dos candidatos, foram poucas as variações em relação à última rodada da pesquisa e todas ficam dentro da margem de erro, não alterando o cenário geral. Nesta pergunta, três em cada dez eleitores (30%) não sabem ou preferem não responder em quem votariam para governador. As intenções de voto em Garotinho se mantêm em 18%; em Pezão, somam 13% e em Crivella totalizam 10% das respostas. Já o petista Lindberg recebe 7% das menções.

Segundo turno
Foram testados alguns possíveis cenários de segundo turno entre Garotinho e alguns de seus concorrentes. Na hipótese de a disputa ficar entre Garotinho e Crivella, os candidatos estão numericamente empatados, com 34% das intenções de voto cada. Neste cenário, 25% dos eleitores fluminenses declaram a intenção de votar em branco ou nulo.
Quando o oponente de Garotinho num eventual segundo turno é Pezão, também há empate técnico entre os candidatos, que apresentam 35% das menções cada; sendo que, na pesquisa anterior, Garotinho tinha vantagem sobre o atual governador (38% contra 31%). As intenções de votar em branco ou nulo somam 23%.
Neste momento, o único cenário em que Garotinho aparece com vantagem clara no segundo turno é no embate direto com Lindberg. Neste cenário o candidato do PR aparece com 37% e o petista com 31% das menções. Os entrevistados que declaram intenção de votar branco ou nulo correspondem a 25% nesta simulação.

Expectativa de vitória
Quatro em cada dez eleitores fluminenses (40%) acreditam que Garotinho será eleito o próximo Governador do Rio de Janeiro, independentemente da intenção de voto que declaram, proporção que sobe 6 p.p. em comparação com a pesquisa anterior. Aqueles que acreditam na eleição de Pezão somam 19% e os que apostam na vitória de Crivella totalizam 10% dos entrevistados (mesmos percentuais da rodada passada); enquanto 23% não sabem ou preferem não responder a esta pergunta (contra 27% na última pesquisa).

Rejeição
Questionados em quais candidatos os entrevistados não votariam de jeito nenhum, Garotinho recebe 34% das respostas (oscilação de 1 p.p. para menos em relação à última pesquisa). O índice de rejeição dos demais candidatos cai para além da margem de erro: as menções a Pezão vão de 20% para 16%; Lindberg vai de 19% para 13% e Crivella vai de 19% para 12% das respostas. Nesta pergunta os entrevistados poderiam citar mais de um nome. Não sabem ou preferem não opinar 25% dos entrevistados (contra 17% na pesquisa anterior).

Intenção de voto para o senado
Romário, do PSB, mantém vantagem clara sobre os demais candidatos na disputa pelo Senado, tendo crescido de 37% para 40% das intenções de voto desde a pesquisa anterior. Em um segundo patamar, Cesar Maia, do DEM, cai de 22% para 19% das menções. Os demais candidatos obtêm, cada um, até 5% das menções.

Na pergunta espontânea, 42% dos eleitores do Rio de Janeiro não sabem dizer em quem votariam para Senador pelo estado, enquanto na pesquisa anterior eram 40%. Romário aparece com 23% das menções (contra 20% na última pesquisa), enquanto o democrata Cesar Maia oscila 1 p.p. para baixo, sendo citado agora por 8% dos entrevistados.

Intenção de voto para presidente
A candidata Marina Silva, do PSB, cresce 8 p.p. desde a última pesquisa e atinge agora 38% das menções, tornando-se a candidata à Presidência com mais intenções de voto no estado do Rio de Janeiro. A presidente Dilma, do PT, vai de 38% para 32% das menções e agora é a segunda colocada no estado. Aécio Neves mantém a mesma proporção de 11% observada anteriormente. Os demais concorrentes ao cargo alcançam, cada um, até 2% das respostas. As intenções de votar em branco ou nulo somam 10% e os indecisos correspondem a 6% dos entrevistados.

Na pergunta espontânea, três em cada dez entrevistados (30%) declaram intenção de votar em Marina - na pesquisa anterior este percentual era de 19%.  Dilma é citada por 26% dos eleitores fluminenses (contra 29% na pesquisa passada). A proporção de entrevistados que não sabem em quem votariam é de 21%, 3 p.p. a menos que na última pesquisa.

Avaliação da atual administração
A avaliação da atual administração do governador Luiz Fernando Pezão permanece sendo considerada como regular pela maioria relativa dos entrevistados (oscilação de 39% para 38%). Aqueles que a consideram como ruim ou péssima passam de 26% para 24%, enquanto os que a avaliam como ótima ou boa vão de 20% para 23%. Já a desaprovação ao governo de Pezão agora é de 43% dos eleitores (3 p.p. a mais que na pesquisa anterior), enquanto que a aprovação corresponde a 36%. Outros 21% não sabem ou preferem não opinar sobre o assunto.

Selecione uma das opções abaixo para ver os resultados detalhados.

 

Rodada atual                         Histórico de Rodadas


                       

  

Período de campo: a pesquisa foi realizada entre os dias 30 de agosto a 01 de setembro de 2014.
Tamanho da amostra: foram entrevistados 1.610 eleitores.
Margem de erro: a margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%.
Solicitante: pesquisa contratada pela Globo Comunicação e Participações S/A.
Registro:registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro sob registro nº RJ-00026/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo nº BR-00491/2014.
Data de Publicação:03/09/2014