Pesquisas Eleitorais

 
Encontre aqui sua Pesquisa
Pesquisa

 Corrida presidencial permanece estável. Segundo turno segue indefinido.

07/08/2014

Na segunda pesquisa IBOPE Inteligência/TV Globo sobre a sucessão presidencial, realizada entre 03 e 06 de agosto, as intenções de voto dos candidatos permanecem no mesmo patamar. A atual presidente Dilma (PT) segue à frente na disputa, com 38% das menções – exatamente o mesmo percentual aferido na pesquisa realizada há duas semanas.
 
O senador Aécio Neves (PSDB) está em outro patamar, tendo sido citado por 23% do eleitorado, enquanto o ex-governador pernambucano Eduardo Campos (PSB) é apontado por 9%. Pastor Everaldo (PSC) é citado por 3%, enquanto menções aos demais candidatos (Eduardo Jorge, do PV; Luciana Genro, do PSOL; Eymael, do PSDC; Levy Fidelix, do PRTB; Mauro Iasi, do PCB; Rui Costa Pimenta, do PCO; Zé Maria, do PSTU) somam 3% das respostas. Aqueles que declaram intenção de votar em branco ou anular o voto somam 13%; já 11% preferem não opinar a respeito.
 
Novamente, portanto, não há definição da ocorrência ou não de segundo turno na disputa presidencial, considerando a margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais: a candidata à reeleição tem 38% das intenções de voto, mesmo percentual da soma de menções aos demais candidatos.

Destaques por segmentos. Apesar de as intenções de voto dos candidatos à presidência permanecerem no mesmo patamar da rodada anterior para o total da amostra, há alterações significativas entre alguns segmentos analisados.
A intenção de votar em Aécio cresce 3 pontos percentuais entre eleitores de 35 a 44 anos, ao passo que as menções a Dilma nesse segmento decrescem 10 p.p. O segmento em que o peessedebista tem maior percentual de intenções de voto é no ensino superior, em que alcança 35% (eram 33% na rodada anterior), contra 22% de Dilma (27% na primeira pesquisa).
 
As menções a Dilma vão de 45% para 50% entre eleitores menos escolarizados (até 4ª série), e de 34% a 45% entre aqueles do Norte/Centro-Oeste (onde diminuem as intenções de votar em branco/nulo). O maior percentual de intenções de voto da petista se dá na região Nordeste (51%, contra 11% de Aécio e 12% de Campos).
 
Na pergunta espontânea de intenção de voto para presidente, isto é, sem a apresentação do disco com os nomes dos candidatos, 43% dos eleitores brasileiros declaram não saber ou optam por não responder a pergunta (4 pontos percentuais a mais do que observado na rodada anterior). Tal proporção de indecisos é esperada neste momento da disputa, tendo em vista que o horário eleitoral no rádio e na TV ainda não teve início. A atual presidente é lembrada por 25% do eleitorado brasileiro. Já o candidato do PSDB obtém 11% das menções, enquanto o peessebista é citado por 4%. Eleitores com intenção de votar em branco ou anular o voto somam 15%.Nesta medida, também não houve alteração do patamar de intenções de voto dos candidatos.
 
Segundo Turno. O IBOPE Inteligência simulou também dois cenários de segundo turno para presidente. Na disputa entre Aécio Neves e Dilma, a candidata petista sairia vitoriosa se as eleições fossem hoje: a atual presidente tem 42% das intenções de voto, contra 36% do candidato peessedebista. A distância entre os dois candidatos diminui ligeiramente: é de 6 pontos percentuais, contra 8 pontos percentuais na rodada anterior. Brancos e nulos somam 15%; já 7% não opinam.
Na disputa simulada entre Dilma e Eduardo Campos, a petista segue à frente: obtém 44% de menções, ao passo que o peesebista é citado por 32% do eleitorado (contra 41% e 29%, respectivamente, na onda anterior). Eleitores que declaram intenção de votar em branco ou nulo somam 16%; outros 8% não sabem ou não respondem.
 
Expectativa de Vitória. Foi perguntado também aos eleitores quem acreditam que será o presidente eleito em outubro, independentemente de suas intenções de voto. Nesta pergunta, também não há mudanças de expectativas em relação à simulação anterior: 55% dos eleitores brasileiros acreditam que Dilma será reeleita. Entrevistados que mencionam Aécio Neves como o próximo presidente são 15%, enquanto 4% apostam na vitória de Campos. Eleitores que não sabem ou não opinam somam 24%.
 
Rejeição de voto. O índice de rejeição dos candidatos não sofre alterações significativas em relação à rodada anterior de pesquisa. A atual Presidente da República permanece com o maior índice, sendo citada por 36% dos eleitores brasileiros. Aécio tem 15% das menções; Pastor Everaldo é apontado por 11%, e o candidato do PSB, por 9%. Os demais candidatos têm índices de rejeição entre 5% e 10%. Eleitores que declaram espontaneamente a possibilidade de votar em qualquer um dos candidatos somam 14%, enquanto 21% não opinam a respeito. Lembrando que, nesta pergunta, o entrevistado poderia citar mais de um candidato.
 
Avaliação do Governo da Presidente Dilma. O eleitorado brasileiro permanece dividido na maneira de avaliar a atual administração federal: 35% a consideram regular, enquanto 32% a avaliam como ótima ou boa, e 31% como ruim ou péssima.
A maneira com que a presidente Dilma está governando o país é desaprovada por cerca de metade (49%) dos eleitores brasileiros, contra 47% que a aprovam.

                       

  

Período de campo:a pesquisa foi realizada entre os dias 03 e 06 de agosto de 2014.
Tamanho da amostra:foram entrevistados 2506 eleitores.
Margem de erro:a margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%.
Solicitante:pesquisa contratada pela Globo Comunicação e Participações S.A
Registro:registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo nº BR-00308/2014.
Data de Publicação:08/08/2014